Publicado em Junho - 27 - 2011

Resultados da enquete: de qual rede social você mais gosta de participar?

E vamos a mais um resultado de enquete aqui no Rato; os resultados refletem bem a preferência dos brasileiros, que tomaram conta do Orkut e agora chegaram ao Facebook. Essa preferência pelo Orkut já foi apontada em uma pesquisa de 2010, embora o segundo colocado lá tenha sido diferente.

Tivemos 94 votos e os resultados foram os seguintes:

  • ORKUT (41 votos, 44%)
  • Facebook (23 votos, 24%)
  • Twitter (12 votos, 13%)
  • Outra (Qual?) (8 votos, 9%) pena, não nos contaram quais são
  • Last FM (3 votos, 3%)
  • Skoob (2 votos, 2%)
  • Picasa (2 votos, 2%)
  • My Space (2 voto, 2%)
  • Multiply (1 voto, 1%)
  • Flickr, LinkedIn, Blip FM e Care2 (0 votos, 0%)

Resultados esperados, que mostram que o Orkut ainda é o preferido por aqui, seguido bem de perto pelo Facebook, que muitos comentam estar passando por uma “orkutização”; um comentário que pode ser encarado pelo lado positivo (mais brasileiros participando do Facebook como fizeram com o Orkut) ou pelo lado negativo e preconceituoso (coisa de “povão”, dos que acham que o Facebook é uma rede social de elite - e o Orkut não).

Bobagem! Fiz questão de incluir redes de diversos assuntos e tipos, e para todos os gostos. O legal das redes é exatamente serem sociais, ou seja, o contato entre pessoas com os mesmos gostos e interesses. E seja em que rede for, cada um de nós tem a sua turma, seu grupo de amigos.

Votei no Twitter, que é onde fiz o maior número de amigos e onde me sinto em casa. Além da troca de ideias (não esquecendo que as conversas são públicas, minha gente!), a rede tem sido muito útil para divulgação de informações, links legais, pedidos de ajuda, e para diversão também.

Para ver os resultados da enquete no SodaHead, clique aqui.

*      *      *

A nova enquete pergunta: Você já fez ou costuma fazer algum trabalho voluntário?

Este é um assunto que me interessa muito, pois o trabalho voluntário é bom para quem faz e para quem é auxiliado por ele, além de ser uma ótima terapia e ajudar a muita gente e bichos que precisam.

Para quem quiser saber mais sobre o assunto e sugestões de onde ajudar, visite o site  Planeta Voluntários, que reúne pessoas dispostas a ajudar, coordena esforços, divulga informações e instituições que precisam de nossa ajuda.

Aqui no Rato também falamos sobre o trabalho voluntário, e recentemente estivemos envolvidos no cadastramento de notas fiscais no projeto Nota Fiscal Paulista para o CECAN - Centro de Convivência e Apoio ao Paciente com Câncer, como parte de um projeto de funcionários da IBM para o Service Day, em comemoração aos 100 anos da empresa, e que teve resultados maravilhosos. No nosso grupo foram cadastradas 21 mil notas fiscais no mês de maio, com o trabalho de 20 voluntários, entre funcionários, seus familiares e amigos. E o melhor é que para junho já temos mais 21 pessoas interessadas em participar, além dos que trabalharam em maio e vão continuar (e já estão cadastrando notas).

Conte para nós sobre seus trabalhos voluntários, e se você ainda não o faz,  sempre é hora de começar!

Publicado em Março - 21 - 2010

Semana do Rato

  • Para começar, boas notícias: Doações de órgãos crescem 22% no primeiro bimestre de 2010 em SP - artigo da Folha mostra que houve um aumento do número de doações em comparação com o mesmo período de 2009. Em 2010 foram realizados (até agora) 397 transplantes de órgãos no estado, sendo 14 de coração, 32 de pâncreas, 228 de rim, 111 de fígado e 12 de pulmão. esse bom resultado é devido à melhora do trabalho de captação nos hospitais e da criação de coordenadores intra-hospitalares de doação e transplante e, 31 hospitais da rede paulista. O hospital que mais notificou doadores em potencial foi o Hospital das Clínicas de SP.

Essa é mesmo uma boa notícia; quantas vidas não foram salvas e sua qualidade de vida melhorada com esses transplantes? Mas ainda há muitos pacientes na lista de espera, que não têm muito tempo para esperar. Esperamos que esse bom trabalho continue. Parabéns!(via @GabSimoes)

  • Em outra reportagem da Folha, uma notícia preocupante que explica porque o transplante de pulmão teve o menor número na lista acima: 95% dos pulmões para transplante são desperdiçados no Brasil. Como os pulmões são o primeiro órgão a se deteriorar após a morte encefálica, sem uma captação cuidadosa e a preservação adequada do órgão até o momento do transplante, muitos órgãos viáveis ficam inutilizados.

O transplante de pulmão é uma cirurgia delicada; por temer o risco de morte devido à cirurgia, muitos médicos não indicam o transplante. Entretanto, a demanda para ese tipo de cirurgia ainda é alta, e de 30 a 50% dos pacientes na fila de espera morrem sem receber o órgão. Com o melhor treinamento das equipes de captação dos principais centros de transplante de pulmão, São Paulo e Porto Alegre, o aproveitamento de órgãos pode aumentar. Tomara.

  • No twitter, sobre a doação e transplante de órgãos:

“Não há NENHUM motivo racional para não doar órgãos. É o supremo último gesto de egoísmo não fazê-lo.” (@Cardoso)

“Se alguém duvida dos malefícios da religião, ela é o motivo para não termos doação de órgãos presumida.” (@Cardoso)

“Você enterra a pessoa com os órgãos dentro, pra não enterrar ela “feia”, toda cortada. Desenterra 3 meses depois e vê como tá.” (@bqeg)

“Eu já assisti a cena da assistente social perguntando e a família falando: melhor não doar. –> Melhor para quem? Melhor pq?” (@MARIANGELABLOIS)

“Sempre fui favorável a q, se a pessoa não for doador, q conste no RG dela: NÃO RECEPTOR DE ÓRGÃOS. Quem não doa não recebe.” (@peresfilho)

“O talmud diz que quem salva uma vida salva o mundo todo. Doadores salvam 5 ou 6, hello, isso te garante uma cobertura no paraíso” (@Cardoso)

“Escolha: seu último ato em vida é ser um herói salvando outras vidas ou ser um fdp egoísta que irá apodrecer embaixo da terra.” (@bqeg)

“O primeiro passo para ser um doador de órgãos é avisar a família sobre sua vontade de salvar vidas. Divulgue!” (@cecilia_tanaka)

  • Todo esse papo sobre doação de órgãos lembra uma coisa legal que aconteceu esta semana: o blogueiro e jornalista Ale Rocha (também daqui de Mogi) tem insuficiência arterial pulmonar, uma doença rara, e precisa fazer um transplante de pulmão. Enquanto aguarda na fila, ele precisa do medicamento Iloprost, caríssimo, que deveria ser fornecido pelo estado.

Um movimento no twitter, iniciado pelo Rodrigo Teixeira (@rod90) acabou chegando ao twitter do governador José Serra (@joseserra), que respondeu ao Alexandre e garantiu que ele receberá o remédio. Legal saber disso, e também ver a participação de muita gente que só quer ajudar e ver um final feliz nessa história. :-)
Para saber mais detalhes da história do Ale Rocha, veja aqui e aqui. E aqui, um texto legal do próprio @AleRocha.

  • Mais um link legal sobre o assunto: A expectativa de quem aguarda um transplante no Brasil - artigo de Samantha Shiraishi (@samegui), com vídeo do Ale Rocha.
  • Não crie um blog se você não sabe português: o  Marcos Lemos lembra em seu artigo esse detalhe importante, que muita gente esquece; se você pretende criar um blog, prmeiro estude português e aprenda a se comunicar corretamente; isso evita um vexame enorme! Vale a pena ler o artigo e os comentários, ótimos (via @Hordones)

Como diz o Marcos: “Um blog é feito basicamente de conteúdo escrito, texto, e sem isso é impossível que um blog dê resultado, tenha visitas e seja considerado. Sinto muito, mas, se você não sabe escrever, não pode ter um blog. Por isso é que vemos tanto plágio, roubo de conteúdo e duplicação: quem não sabe escrever por si mesmo só vai repetir e reproduzir o que outros disseram. Quem não sabe escrever bem, não sabe pensar por si mesmo.”

  • Divorciada aos 10 anos: no artigo de Eliane Brum para a Revista Época, uma história chocante e surpreendente: Nujood, uma menina de 10 anos, pede o divórcio de seu marido de mais de 30 anos de idade, com quem foi casada à força aos nove anos. Apesar da pobreza, tradições e ignorância geral, ela recebeu o apoio do juiz e advogados e tornou-se a primeira esposa-criança a obter o divórcio no Iêmen.

A história de Nujood tornou-se o fio de esperança para outras meninas casadas do Iêmen. Mas o artigo também mostra que, apesar de parecer que estamos bem longe daquele país, aqui no Brasil também acontecem absurdos de machismo e violência contra meninas. Vale a pena ler a reportagem completa.

  • No Batata Transgênica, uma excelente resenha do livro “Minha vida como Gueixa”, em que Mineko Iwasaki conta sua verdadeira história,  após ter processado por calúnia e difamação o escritor Arthur Golden, autor do romance Memórias de uma Gueixa. O artigo está bem completo, e já me deixou com vontade de ler os dois livros, para saber os dois lados da história. Parabéns, @lunaomi!
  • Dica da (@shoujofan): Está sendo produzida uma nova versão de “Assassinato no Expresso do Oriente”, de Agatha Christie; o que me deixou animada é saber que Poirot será interpretado por David Suchet, na minha opinião o melhor Poirot de todos. Eba!!

David Suchet diz: “É um honra ter tal elenco internacional para interpretar esse famoso mistério de assassinato. O escritor, Stewart Harcourt, escreveu um roteiro sofisticado. Sua atenção aos detalhes é impecável.”

  • Você acha que não tem preconceito com pessoas com deficiência física? Que olha para eles como para qualquer outra pessoa? O artigo “A espiã na cadeira de rodas“, de Regina Scharf para a Revista Página 22, nos faz parar para pensar.

Eva Sweeney tem paralisia cerebral, e através de uma cãmera adaptada à sua cadeira de rodas, filma seu cotidiano e mostra como as pessoas costumam tratá-la como criança ou incapaz, e falam apenas com seu acompanhante, como se ela não estivesse ali. O artigo traz um vídeo que mostra exemplos disso. Mas Eva tem uma vida ativa e produtiva, dá conferências, entrevistas, escreve artigos e leva cães para passear, amarrados à sua cadeira. Sua mensagem para as pessoas bem-intencionadas mas sem-noção é: “fale com adultos como adultos. Se as pessoas me tratassem como todo mundo, elas perceberiam que eu sou realmente como todo o mundo”.

Eva também tem um blog, o “The Deal with Disability“. (via @marciaokida, RT de @marcosguinoza)

  • Parece que o primeiro e-book reader brasileiro está chegando: a empresa Mix Tecnologia lançará em junho seu aparelho, o Mix Leitor D. O aparelho tem “tela de 6 polegadas e 400 gramas, comporta cerca de 1.500 livros em versão digital e tem uma bateria que permite mais de 8 mil trocas de páginas. O preço do eletrônico ficará entre R$ 650 e R$ 1.100. A empresa está pleiteando isenções fiscais, já que o produto terá utilidades acadêmicas.” (via @Biblioteconomia, RT de @vmsrueda)
  • E para terminar, depois de tantos assuntos sérios: alegre seu cãozinho e o dono também, com o bigode para cachorro (wth!?) Só vendo mesmo (via @danigpam):

Para saber mais:

Related Posts with Thumbnails